Para visualizar este site correctamente necessita do Flash PLayer 10! transferir
idioma/language
Museu da Pedra

O Museu da Pedra do Marco de Canaveses, inaugurado em 6 de Setembro de 2009, celebra o granito e o labor das gentes que fazem, desde tempos imemoriais, da extracção, transformação e comercialização da pedra o garante da sua sustentabilidade económica e um dos principais motores de desenvolvimento do Concelho do Marco de Canaveses, e em especial do Baixo-Concelho.

Os visitantes têm à sua disposição três núcleos distintos desenvolvidos num diálogo vivo: \"O Homem e a Pedra\", \"A Pedra nas Artes\" e \"A Pedra e o Desenvolvimento Local\". 
Note-se, também, que o Museu da Pedra do Marco de Canaveses está integrado no \"Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal\". Um projecto de colaboração, promoção e dinamização que engloba Museus, Fundações, Centros de Ciência Viva, Geoparques e Universidades numa lógica de \"museu aberto\".

A mesma pedra com que o Homem, desde sempre, teve uma relação de proximidade, desde a pedra lascada, há mais de dois milhões de anos, tornando-se o mais longo instrumento da vida humana, com importância crescente, até à actualidade.

A mesma pedra que encontramos no património e na beleza arquitectónica do nosso Concelho. Encontrámo-la, entre outras, na cidade de Tongóbriga, na Estação Arqueológica do Freixo, no Castro de Arados e no Mosteiro de Alpendorada, nas Obras do Fidalgo em Vila Boa de Quires, na Ponte Duarte Pacheco, no Torrão, e nas nossas belíssimas igrejas, onde se inclui igreja de Santa Maria, projectada pelo Arquitecto Siza Vieira, verdadeira jóia da arquitectura religiosa contemporânea que atrai, anualmente, ao nosso Concelho milhares de visitantes de todo o mundo.

Este Museu da Pedra do Marco de Canaveses, presta homenagem e testemunha o árduo trabalho e a arte de todos aqueles que, desde tempos remotos, fazem da extracção, transformação e comercialização do granito o seu ganha-pão.

Estão expostos os elementos essenciais ligados à pedra, desde a sua composição mineral, utilização pelo homem para os mais diversos fins, ferramentas de trabalho, aplicações ao nível artístico e a sua importância para a sustentabilidade da economia e desenvolvimento local.

 

Faça o Download do folheto informativo:

Folheto-Página 1

Folheto-Página 2