Para visualizar este site correctamente necessita do Flash PLayer 10! transferir
idioma/language
XIII Concurso de Vinhos Brancos da Rota dos Vinhos do Marco

XIII Concurso de Vinhos Brancos marcado pela qualidade

 

O restaurante do Centro Náutico do Marco de Canaveses foi o local escolhido para receber a XIII Edição do Concurso de Vinhos Brancos da Rota dos Vinhos do Marco. Integrado nas Festas do Marco, este concurso tem procurado promover e valorizar a boa qualidade dos vinhos produzidos no Concelho.

 

Este ano, estiveram à prova 13 vinhos de produtores marcoenses sob a apreciação de um júri constituído por seis elementos: José Pinheiro da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV), Jorge Queirós da Universidade do Porto (UP), José Tojeiro da Enovini, Filipe Ribeiro da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Vítor Victor da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Marco de Canaveses (EPAMAC) e Helena Duarte da revista Wine Passion.
A escolha recaiu sobre o vinho verde branco «Trajadura», da Casa de Vila Boa, situada na freguesia de Vila Boa de Quires. Uma selecção que reuniu a unanimidade dos provadores. Distinguir os três melhores vinhos a concurso é, contudo, «uma tarefa difícil para o júri, porque todos os produtores desejam vencer. Mas, perante uma prova cega e independente, procuramos eleger com rigor e seriedade os três melhores vinhos», afirmou o provador Vítor Victor da EPAMAC acrescentando que «há sempre um conjunto de vinhos que se aproxima bastante, mas acabou por haver um consenso relativamente aos vinhos vencedores e, por isso, penso que é extremamente justa esta atribuição de prémios».

 

Os vários profissionais envolvidos no concurso realçaram a melhoria e a qualidade crescente dos vinhos da Rota dos Vinhos do Marco de Canaveses que se manifestaram na escolha dos três vinhos premiados. O segundo lugar foi conquistado pelo Verde Branco da Quinta da Herdade e na terceira posição ficou o Verde Branco da Quinta da Calçada.
Apostar no trabalho e contar com a ajuda da natureza são factores decisivos para conseguir obter um bom vinho. «Temos vindo a trabalhar, ao longo de vários anos, de forma a alcançar o sucesso. Nem sempre é fácil, porque dependemos da própria natureza que manda nas vinhas, mas felizmente temos tido bons resultados e vamos continuar a apostar na produção de vinhos de qualidade», referiu Afonso Lencastre, da Casa de Vila Boa. Para além do vinho premiado, a Casa de Vila Boa apresenta outros néctares suaves, frescos e aromáticos «temos o monovarietal Chardonnay, o monovarietal Alvarinho, o Rosé produzido com as castas Touriga Nacional e Vinhão e o Vinho de Lote, o vinho mais comum».

 

O Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Manuel Moreira, destacou o facto de haver uma melhoria significativa da qualidade e da apresentação dos vinhos a concurso. «Ao longo dos anos, temos constatado que os vinhos têm melhorado cada vez mais de qualidade, o que nos deixa muito satisfeitos pois isso significa que os nossos produtores e engarrafadores de vinhos da Rota dos Vinhos do Marco têm vindo a investir cada vez mais na valorização, na qualidade, na diversidade e na própria apresentação destes néctares», expôs Manuel Moreira. Para o Edil, a realização deste XIII Concurso de Vinhos Brancos da Rota dos Vinhos do Marco representa «uma ferramenta muito importante para projectar os vinhos verdes do Concelho e da Região. Por outro lado, ao premiar a qualidade estamos a dar uma maior visibilidade aos nossos vinhos e a valorizar o trabalho dos nossos produtores».

 

Actualmente, a Rota dos Vinhos do Marco de Canaveses conta com 21 produtores e engarrafadores, mas a Autarquia espera que este número continue a aumentar, elevando a quota de mercado dos néctares do Concelho no País e no estrangeiro.

 

Veja as fotos do XIII Concurso de Vinhos Brancos de Marco de Canaveses - 2011